nº 120 - Setembro/Outubro de 2005
                       Inglês | Espanhol
 Publicação interna da Organização Odebrecht – Odebrecht S.A, Construtora Norberto Odebrecht, Braskem e Fundação Odebrecht
 HOME
 NESTA EDIÇÃO
 REPORTAGENS
 Desenv. de Pessoas I
 Desenv. de Pessoas II
 Argentina
 Segurança no trabalho
 Irrigação
 Homenagem I
 Meio ambiente
 Organização
 Petroquímica
 Atuação Responsável
 Petróleo
 Cultura I
 Cultura II
 Desenv. Sustentável
 Homenagem II
 SEÇÕES
 Editorial
 Mensagem do Conselho
 Comunidade
 Entrevista
 Profissão
 60 Dias
 Fundação Odebrecht
 40 anos

A relação entre as pessoas como
fundamento da prestação de serviços
   
   
Emílio Odebrecht Presidente do Conselho
de Administração da Odebrecht S.A.

Na dinâmica empresarial cada vez mais complexa e desafiadora dos tempos atuais, destaco uma revisão conceitual na arte de fazer negócios: vivemos cada vez mais no mundo dos serviços e do conhecimento.

Não me refiro, porém, ao conceito de prestação de serviços presente no senso comum. Refiro-me a uma outra dimensão, tendo como fundamento a interação entre pessoas, mais do que entre empresas. Proponho, portanto, deslocar a ênfase das relações de negócio para as interfaces entre seres humanos - porque a diferença fundamental entre duas empresas que exibem as mesmas qualificações estará justamente na compreensão alcançada por elas acerca do que o Cliente pretende ser e fazer - essência do ato de servir.

As atividades relacionadas à Engenharia e Construção são tratadas, genericamente, como serviços.

Entretanto, uma empresa prestadora de serviços de engenharia que quer se diferenciar, além de ter como seu negócio “a satisfação do Cliente”, como diz sempre nosso Fundador, Norberto Odebrecht, precisa qualificar-se cada vez mais para conseguir identificar, no tempo certo, as carências presentes e futuras das comunidades às quais serve ou deseja servir. Identificadas as carências, o passo seguinte será articular os atores capazes de mobilizar os recursos necessários para superá-las, entre os quais se destaca o Cliente, ao qual a empresa servirá política-estrategicamente, estratégica-empresarialmente e empresarial-operacionalmente. Neste contexto, a execução do empreendimento (obra) nem sempre é o mais relevante.

Assim, a competitividade internacional de nossa atuação em Engenharia e Construção está vinculada de modo direto à nossa competência como identificadores de necessidades e Clientes e, em conseqüência, como estruturadores de negócios. Isso significa oferecer a esses Clientes, além do domínio pleno das tecnologias específicas e do gerenciamento global, praticando um empresariamento ambiental e socialmente responsável, a viabilização política, econômica e social do empreendimento que a comunidade precisa e que o Cliente sonhou ou assumiu.

Quando aplicado à indústria, o conceito de serviços serve para abranger toda a cadeia produtiva, mediante estreita e constante interação com o Cliente, apoio em pesquisa e desenvolvimento, agregação de valor, sonhos comuns, parceria - e se traduz em criação e aplicação de conhecimento em benefício desse Cliente.

A Braskem atua como parceira de seus Clientes transformadores de produtos plásticos no desenvolvimento de novos negócios, com ações dirigidas para impulsionar o crescimento de toda a cadeia petroquímica.

O objetivo é permitir que a Braskem seja identificada não apenas como a melhor fornecedora de matéria-prima, mas também como a provedora de soluções técnicas e comerciais que promovem o desenvolvimento e agregam valor ao setor.

Dessa forma, o compromisso de servir pode ser ampliado pela transformação de nossas competências, elas próprias, em serviços. Ou seja: os conhecimentos que compartilharmos com nossos clientes não serão apenas meios de servi-los mais e melhor se a interação entre os protagonistas de um negócio permitir que esses conhecimentos possam ser apropriados pelo Cliente e disso resultarem novas qualificações para ambos.

Organizações empresariais não crescem sem as pessoas certas, até mesmo porque o crescimento das Organizações é a exata conseqüência do crescimento das pessoas que as integram.

Organizações empresariais também não crescem se não souberem construir o futuro a cada dia.

Por isso, identificar, integrar e educar pessoas para o compromisso de servir com qualidade e alegria - princípio fundamental da Tecnologia Empresarial Odebrecht - continua sendo o nosso mais gratificante e permanente desafio.

 
© Copyright Odebrecht S.A.
Inglês Espanhol